Seguidores

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Fatec 2006 – 2º Semestre – Prova de Língua Portuguesa

Fatec – Prova de Língua Portuguesa - 2º Semestre – 2006


Texto I, para responder às questões de números 43 a 45. 

O mundo já dispõe de informação e tecnologia para resolver a maioria dos problemas enfrentados pelos países pobres, mas falta implementar esse conhecimento na escala necessária. Foi a partir desse pressuposto que a Organização das Nações Unidas (ONU) lançou no Brasil o Projeto do Milênio das Nações Unidas. A novidade propõe um conjunto de ações práticas para que o mundo alcance os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio – uma série de metas socioeconômicas que os países da ONU se comprometeram a atingir até 2015, abrangendo áreas como renda, educação, saúde, meio ambiente.
“Uma grande mudança nas políticas globais é necessária em 2005, para que os países mais pobres do mundo avancem para alcançar os Objetivos”, alerta o projeto. Se forem alcançados, mais de 500 milhões de pessoas sairão da pobreza e 250 milhões não passarão mais fome. 
O relatório do Projeto recomenda que cada país mapeie as principais dimensões da extrema pobreza e faça um plano de ação, incluindo os investimentos públicos necessários. Recomenda também que os governos trabalhem ativamente com todos os segmentos, particularmente com a sociedade civil organizada e o setor privado.
“Este triunfo do espírito humano nos dá a esperança e a confiança de que a extrema pobreza pode ser reduzida pela metade até o ano de 2015, e até mesmo eliminada totalmente nos próximos anos. A comunidade mundial dispõe de tecnologias, políticas, recursos financeiros e, o mais importante, coragem e compaixão humana para fazer isso acontecer”, diz o coordenador no prefácio do relatório. 

(Texto adaptado da revista Fórum número 24, de 2005)

Questão 43 - Segundo o texto,

a) a adoção de medidas em todo o mundo tem como base o que já foi feito no ano passado para atingir as metas contra a fome propostas pela ONU. 
b) a ONU lançou o Projeto do Milênio das Nações Unidas porque reconhece que, apesar de disponíveis, os recursos para solucionar problemas associados à pobreza ainda não foram utilizados.
c) independentemente do que cada país pobre possa fazer para resolver os problemas
decorrentes da miséria, a ONU propõe-se garantir o envio de recursos financeiros para
viabilizar o Projeto. 
d) existe a expectativa de que a sociedade civil lance mão das ajudas intemacionais, para que não aumente as mazelas decorrentes da pobreza mundial.
e) há uma relação de dependência entre o sucesso do Projeto e os mais nobres sentimentos humanos, pois, sem coragem e compaixão, aquele se inviabilizará.

Questão 44 - Considere as seguintes afirmações sobre trechos do texto: 

I.O mundo já dispõe de informação e tecnologia / para resolver a maioria dos problemas enfrentados pelos países pobres, / mas falta implementar esse conhecimento na escala necessária. Nesse período, a relação de sentido entre a 1a e a 2a oração é de finalidade; na 3a oração, a substituição de MAS por CONTUDO mantém o sentido do original.
II.A passagem — problemas enfrentados pelos países mais pobres — está redigida na voz passiva; sua adequada redação em voz ativa é: os países mais pobres enfrentam problemas.
III.Se [os Objetivos] forem alcançados, / mais de 500 milhões de pessoas sairão da pobreza. A oração que inicia esse período expressa condição em relação à seqüência de idéias expressas.
IV. Caso [os Objetivos] fossem alcançados, mais de 500 milhões de pessoas sairão da pobreza. Essa versão do trecho está redigida de acordo com a norma culta. 

Deve-se concluir que está correto o que se afirma em 

a) I e II somente.  b) II e III somente.  c) I, II e III somente.  d) II, III e IV somente. e) I, II, III e IV.

Questão 45 - Assinale a alternativa em que a passagem do texto, em sua nova versão, apresenta-se redigida de  acordo com a norma culta. 

a) Não fora este triunfo do espírito humano, não haveria esperança de que a extrema pobreza pudesse ser eliminada, tampouco reduzida. 
b) Recomendou-se, no relatório do Projeto que cada país mapeiasse as principais dimensões da extrema pobreza e fizesse um plano de ação. 
c) “Necessitam-se de grandes mudanças nas políticas globais em 2005, afim de que os países mais pobres do mundo avancem para alcançar os Objetivos”, alerta o projeto. 
d) E possível se ter esperança e confiar, de que a pobreza poderá ser reduzida e, inclusive eliminada. 
e) Diz o coordenador no prefácio do relatório, que: para fazer com que isso acontecesse, era preciso que a comunidade mundial disponha de coragem e compaixão humana.

Texto II, para responder às questões de números 46 a 48. 

{...] Acordei aos gritos do coronel, e levantei-me estremunhado. Ele, que parecia delirar, continuou nos mesmos gritos, e acabou por lançar mão da moringa e arremessá-la contra mim. Não tive tempo de desviar-me; a moringa bateu-me na face esquerda, e tal foi a dor que não vi mais nada; atireime ao doente, pus-lhe as mãos ao pescoço, lutamos, e esganei-o. 
Quando percebi que o doente expirava, recuei aterrado, e dei um grito; mas ninguém me ouviu. Voltei à cama, agitei-o para chamá-lo à vida, era tarde; arrebentara o aneurisma, e o coronel morreu. Passei à sala contígua, e durante duas horas não ousei voltar ao quarto. 
[...]
Antes do alvorecer curei a contusão da face. Só então ousei voltar ao quarto. Recuei duas vezes, mas era preciso e entrei; ainda assim, não cheguei logo à cama. Tremiam-me as pernas, o coração batia-me; cheguei a pensar na fuga; mas era confessar o crime, e, ao contrário, urgia fazer desaparecer os vestígios dele. Fui até a cama; vi o cadáver, com os olhos arregalados e a boca aberta, como deixando passar a eterna palavra dos séculos: “Caim, que fizeste de teu irmão?” Vi no pescoço o sinal das minhas unhas; abotoei alto a camisa e cheguei ao queixo a ponta do lençol. Em seguida, chamei um escravo, disse-lhe que o coronel amanhecera morto; mandei recado ao vigário e ao médico.
A primeira idéia foi retirar-me logo cedo, a pretexto de ter meu irmão doente, e, na verdade, recebera carta dele, alguns dias antes, dizendo-me que se sentia mal. Mas adverti que a retirada imediata poderia fazer despertar suspeitas, e fiquei. Eu mesmo amortalhei o cadáver, com o auxflio de um preto velho e míope. 

(Machado de Assis, “O enfermeiro”.)

Questão 46 - Considere as seguintes afirmações sobre o texto: 

I.O enfermeiro, mesmo sabendo que seu paciente morrera de aneurisma, teve muito remorso, pois achou que o havia esganado.
II.A consciência de que praticou um crime leva o enfermeiro a procurar esconder as evidências de seu ato. 
III.O narrador é um homem religioso e, atendendo às necessidades dos rituais funerários, conta como cuidou ele próprio dos restos mortais do coronel.
IV.A frase −  Caim, que fizeste de teu irmão? – revela que o enfermeiro considera seu paciente como um irmão, dedicando-se a ele apesar da violência do coronel. 
V. O narrador relata os modos pelos quais evitou que se percebesse o assassinato do coronel.

São corretas apenas as afirmativas: 

a) I, II e III.   b) I e IV.    c) II e III.    d) II e V.    e) IV e V.

Questão 47 - Em -  a moringa bateu-me na face esquerda -  o pronome oblíquo me está sendo utilizado com a mesma função sintática que ocorre em

a) ...e levantei-me estremunhado. 
b) Não tive tempo de desviar-me. 
c) ...atirei-me ao doente. 
d) ...mas ninguém me ouviu. 
e) Tremiam-me as pernas. 

Questão 48 - Considerando o fragmento de “O enfermeiro”, é correto afirmar que, na obra de Machado de Assis, 

a) os impulsos doentios e as atitudes criminosas do homem são dois de seus principais temas. 
b) os comportamentos humanos são analisados em função das relações sociais. 
c) são constantes as referências religiosas e bíblicas, atestando a confiança do homem que obedece à moral cristã.
d) os personagens se conduzem de acordo com as normas éticas universais, mesmo quando infringem as leis dos homens.
e) os negros surgem como personagens secundários, em posição de servos incompetentes, justificando-se, assim, a existência do regime escravocrata.

GABARITO

43 – B    44 – C    45 – A    46 – D    47 – E    48 – B

www.veredasdalingua.blogspot.com.br

Leia também:



Novas Fatecs – Prova de Língua Portuguesa - 1º Semestre – 2006

Nenhum comentário:

Postar um comentário