Seguidores

domingo, 29 de março de 2015

Tema de redação — UNB - 2008 - 2º Semestre

Tema de redação — UNB - 2008 - 2º Semestre



PROVA DE REDAÇÃO

ATENÇÃO: Nesta prova, faça o que se pede, utilizando, caso deseje, o espaço indicado para rascunho no presente caderno. Em seguida, transcreva o texto para a FOLHA DE TEXTO DEFINITIVO DA PROVA DE REDAÇÃO EM LÍNGUA PORTUGUESA, no local apropriado, pois não será avaliado fragmento de texto escrito em local indevido. Utilize, no máximo, trinta linhas. Qualquer fragmento de texto além dessa extensão máxima será desconsiderado. Na FOLHA DE TEXTO DEFINITIVO DA PROVA DE REDAÇÃO EM LÍNGUA PORTUGUESA, identifique-se apenas no cabeçalho, pois será atribuída nota zero ao texto que tenha qualquer assinatura ou marca identificadora fora do local apropriado.

Traduzir-se

Uma parte de mim
é todo mundo:
outra parte é ninguém:
fundo sem fundo.

Uma parte de mim
é multidão:
outra parte estranheza
e solidão.

Uma parte de mim
pesa, pondera:
outra parte
delira.

Uma parte de mim
é permanente:
outra parte
se sabe de repente.

Uma parte de mim
é só vertigem:
outra parte, linguagem.

Traduzir-se uma parte
na outra parte
— que é uma questão
de vida ou morte —
será arte?

Ferreira Gullar

G1 – Como é a paquera entre os chineses? Quanto tempo demora mais ou menos para um casal ficar junto?

Lauren – Eles geralmente moram em grupos quando estão no colégio e na faculdade: meninas num dormitório e meninos no outro. A relação com o sexo oposto é mais difícil e mais conservadora. Até pela questão do confucionismo. Antes da revolução comunista, falar com um homem que não fosse da família era impossível, mas ainda hoje é difícil um homem entrar em contato com uma mulher. O que acontece pra namorar é que o tempo de paquera é muito grande. Para o casal ficar junto, demora meses. Posso falar pelos meus amigos estrangeiros que têm namorada chinesa. Eles saem juntos, andam de mãos dadas, mas, para as coisas irem acontecendo sexualmente, demora meses. Para dar o primeiro beijo na boca também demora meses. O chinês padrão ainda é muito conservador. As coisas demoram um tempo a mais para acontecer com eles.

Trecho da entrevista com a historiadora Lauren Fraiz, jun./2006. In: Internet: (com adaptações)

Precisa-se

            Sendo este um jornal por excelência, e por excelência dos precisa-se e oferece-se, vou pôr um anúncio em negrito: precisa-se de alguém homem ou mulher que ajude uma pessoa a ficar contente porque esta está tão contente que não pode ficar sozinha com a alegria, e precisa reparti-la. Paga-se extraordinariamente bem: minuto por minuto paga-se com a própria alegria. (...) Não faz mal que venha uma pessoa triste porque a alegria que se dá é tão grande que se tem que a repartir antes que se transforme em drama.

Clarice Lispector. A descoberta do mundo. Rio de Janeiro: Rocco, 1999, p. 144.

Emoções

            Não há nenhuma atividade humana que não esteja fundada, sustentada por uma emoção, nem mesmo os sistemas racionais, porque todo sistema racional se constitui como um sistema de coerências operacionais fundado em um conjunto de premissas aceitas a priori. A aceitação a priori desse conjunto de premissas é o espaço emocional. E, quando muda a emoção, também muda o sistema racional.

H. Maturana. cognição, ciência e vida cotidiana. Ed.UFMG, 2001 (com adaptações).

            Em uma cultura consumista como a nossa, a promessa de aprender a arte de amar é a oferta de construir a “experiência amorosa” à semelhança de outras mercadorias, que fascinam e seduzem exibindo todas essas características e prometem desejo sem ansiedade, esforço sem suor e resultado sem esforço. (...) A proximidade virtual não exige laços estabelecidos de antemão, nem resulta necessariamente em seu estabelecimento. “Estar conectado” é menos custoso do que “estar engajado”, mas também consideravelmente menos produtivo em termos de construção e manutenção de vínculos.

Zygmunt Bauman. Amor líquido: sobre a fragilidade dos laços humanos. Trad. Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2004, p. 21-2 e 82 (com adaptações).

Considerando que os textos das provas objetivas e os apresentados acima têm caráter unicamente motivador e, ainda, que o ser humano é parte de vários sistemas, redija um texto dissertativo a respeito da influência que os sistemas social e cultural podem exercer no vínculo afetivo que você estabelece com alguém.



PREPARE-SE PARA OS PRINCIPAIS VESTIBULARES DO PAÍS. ADQUIRA AGORA MESMO O PROGRAMA 500 TEMAS DE REDAÇÃO!




Leia também:

Tema de redação — UNB — 2016
Tema de redação — UNB — 2007 – 1º semestre

Tema de redação — UNB - 2008 - 1º Semestre

Tema de redação — UNB - 2008 - 1º Semestre


PROVA DE REDAÇÃO

ATENÇÃO: Nesta prova, faça o que se pede, utilizando, caso deseje, o espaço indicado para rascunho no presente caderno. Em seguida, transcreva o texto para a FOLHA DE TEXTO DEFINITIVO DA PROVA DE REDAÇÃO EM LÍNGUA PORTUGUESA, no local apropriado, pois não será avaliado fragmento de texto escrito em local indevido. Utilize, no máximo, trinta linhas. Qualquer fragmento de texto além dessa extensão máxima será desconsiderado. Na FOLHA DE TEXTO DEFINITIVO DA PROVA DE REDAÇÃO EM LÍNGUA PORTUGUESA, identifique-se apenas no cabeçalho, pois será atribuída nota zero ao texto que tenha qualquer assinatura ou marca identificadora fora do local apropriado.

A simbologia da fênix

            A crença na fênix, ave lendária que renasce das próprias cinzas, existiu em vários povos da Antiguidade como gregos, egípcios e chineses. Na mitologia desses povos, o significado é preservado: a perpetuação, a ressurreição e a esperança, que nunca têm fim. Para os gregos, há um paralelo da fênix com o Sol, que morre todos os dias no horizonte para renascer no dia seguinte, tornando-se o eterno símbolo da morte e do renascimento da natureza.

Internet: <pt.wikipedia.org> (com adaptações).

Ameaça ambiental

            O efeito estufa e as mudanças climáticas continuam no foco das discussões dos ambientalistas. Em adição a esses temas, discute-se a possibilidade de que fenômenos como inundações, derretimento de geleiras, ondas de calor e desertificação estejam associados a impactos ambientais causados pelo homem, o que já vinha sendo evidenciado nos relatórios anteriores do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas da ONU (IPCC) e foi confirmado nos quatro relatórios produzidos em 2007.

Informação em tempos de globalização

            A sociedade vem passando por inúmeras mudanças em todas as áreas do conhecimento. As informações veiculadas pelos diversos meios de comunicação, como televisão, satélite, internet, têm modificado o estudo de conduta, atitudes, costumes e tendências da populações mundiais. Todos tentam se adaptar a essas mudanças para se estabelecerem no mercado de trabalho ou na vida de um modo geral.

Considerando que os textos das provas objetivas e os apresentados acima tenham caráter unicamente motivador, redija um texto dissertativo, posicionando-se frente ao tema a seguir.

Entre mudanças, lentas ou rápidas, a humanidade vai construindo o futuro.



PREPARE-SE PARA OS PRINCIPAIS VESTIBULARES DO PAÍS. ADQUIRA AGORA MESMO O PROGRAMA 500 TEMAS DE REDAÇÃO!




Leia também:

Tema de redação — UNB — 2016
Tema de redação — UNB — 2007 – 1º semestre

José Luís Peixoto — Excertos

José Luís Peixoto — Excertos


"À procura, procura do vento. Porque a minha vontade tem o tamanho de uma lei da terra. Porque a minha força determina a passagem do tempo. Eu quero. Eu sou capaz de lançar um grito para dentro de mim, que arranca árvores pelas raízes, que explode veias em todos os corpos, que trespassa o mundo. Eu sou capaz de correr através desse grito, à sua velocidade, contra tudo o que se lança para deter-me, contra tudo o que se levanta no meu caminho, contra mim próprio. Eu quero. Eu sou capaz de expulsar o sol da minha pele, de vencê-lo mais uma vez e sempre. Porque a minha vontade me regenera, faz-me nascer, renascer. Porque a minha força é imortal."

(José Luis Peixoto, in “Cemitério de pianos”)

"O tempo, subitamente solto pelas ruas e pelos dias, como a onda de uma tempestade a arrastar o mundo, mostra-me o quanto te amei antes de te conhecer. Eram os teus olhos, labirintos de água, terra, fogo, ar, que eu amava quando imaginava que amava. Era a tua voz que dizia as palavras da vida. Era o teu rosto. Era a tua pele. Antes de te conhecer, existias nas árvores e nos montes e nas nuvens que olhava ao fim da tarde. Muito longe de mim, dentro de mim, eras tu a claridade."

(José Luís Peixoto)



Leia também:

"Remar" — Caio Fernando Abreu
"Rolezinho: breve rolê histórico" — AntonioPrata
"A carta" — Luís Fernando Verissimo
"Ô de casa!" – Cora Coralina


www.veredasdalingua.blogspot.com.br

Tema de redação — UNB - 2007 - 2º Semestre

Tema de redação — UNB - 2007 - 2º Semestre




PROVA DE REDAÇÃO

ATENÇÃO: Nesta prova, faça o que se pede, utilizando, caso deseje, o espaço indicado para rascunho no presente caderno. Em seguida, transcreva o texto para a FOLHA DE TEXTO DEFINITIVO DA PROVA DE REDAÇÃO EM LÍNGUA PORTUGUESA, no local apropriado, pois não será avaliado fragmento de texto escrito em local indevido. Utilize, no máximo, trinta linhas. Qualquer fragmento de texto além dessa extensão máxima será desconsiderado. Na FOLHA DE TEXTO DEFINITIVO DA PROVA DE REDAÇÃO EM LÍNGUA PORTUGUESA, identifique-se apenas no cabeçalho, pois será atribuída nota zero ao texto que tenha qualquer assinatura ou marca identificadora fora do local apropriado.


Pode-se considerar os 500 anos de Brasil a partir de três perspectivas principais: a partir da praia, onde estavam os indígenas na chegada dos europeus; a partir das caravelas dos europeus que aqui aportaram; e a partir do Brasil-nação como resultado da miscigenação de raças e culturas que aqui se encontravam com as que para cá vieram e que, em um processo histórico-social complexo, inventaram o Brasil moderno.

O Brasil visto a partir da praia

Visto a partir da praia, onde estavam as populações originárias, a chegada dos portugueses significou uma invasão. Eles ocuparam as terras, submeteram os indígenas e construíram não uma nação autônoma mas um entreposto comercial e depois uma colônia para enriquecer a metrópole.

O Brasil visto a partir das caravelas

Esta perspectiva celebrou os 500 anos como uma grande façanha, o descobrimento do Brasil. Na ótica desta leitura, ele começou a existir a partir de sua ocupação pelos europeus; antes era a fase da barbárie, superada pela introdução da civilização europEia.

Leonardo Boff. Depois de 500 anos que Brasil queremos? Rio de Janeiro: Vozes, 2000, p. 15-18 (com adaptações).

Considerando que a História do Brasil é, usualmente, registrada sob a ótica de quem enxerga “a partir das caravelas”, redija um texto dissertativo a respeito dos 500 anos do Brasil focalizando, com a visão “a partir da praia”, as relações entre brancos e indígenas brasileiros.



PREPARE-SE PARA OS PRINCIPAIS VESTIBULARES DO PAÍS. ADQUIRA AGORA MESMO O PROGRAMA 500 TEMAS DE REDAÇÃO!




Leia também:

Tema de redação — UNB — 2016

Tema de redação — UNB - 2007 - 1º Semestre

Tema de redação — UNB - 2007 - 1º Semestre


PROVA DE REDAÇÃO

ATENÇÃO: Nesta prova, faça o que se pede, utilizando, caso deseje, o espaço indicado para rascunho no presente caderno. Em seguida, transcreva o texto para a FOLHA DE TEXTO DEFINITIVO DA PROVA DE REDAÇÃO EM LÍNGUA PORTUGUESA, no local apropriado, pois não será avaliado fragmento de texto escrito em local indevido. Utilize, no máximo, trinta linhas. Qualquer fragmento de texto além dessa extensão máxima será desconsiderado. Na FOLHA DE TEXTO DEFINITIVO DA PROVA DE REDAÇÃO EM LÍNGUA PORTUGUESA, identifique-se apenas no cabeçalho, pois será atribuída nota zero ao texto que tenha qualquer assinatura ou marca identificadora fora do local apropriado.

Mitos modernos

            O homem moderno, tanto quanto o antigo, não é só razão, mas também afetividade e emoção. Hoje em dia, os meios de comunicação de massa lidam com os desejos e anseios que existem na nossa natureza inconsciente e primitiva. O mito recuperado do cotidiano do homem contemporâneo não se apresenta com a abrangência que se fazia sentir no homem primitivo.
            Os mitos modernos não abrangem mais a totalidade do real, como ocorria nos mitos gregos, romanos ou indígenas. Podemos escolher um mito da sensualidade, outro da maternidade, sem que tenham de ser coerentes entre si. Os super-heróis dos desenhos animados e dos quadrinhos, bem como as personagens de filmes (Super-Homem, Homem-Aranha, Mickey, Rambo e outros), passam a encarnar o bem e a justiça, assumindo a nossa proteção imaginária.
            A própria ciência pode virar um mito, quando somos levados a acreditar que ela é feita à margem da sociedade e de seus interesses, que mantém total objetividade e que é neutra. Como mito e razão habitam o mesmo mundo, o pensamento reflexivo pode rejeitar alguns mitos, principalmente os que vinculam valores destrutivos ou que levam à desumanização da sociedade. Cabe a cada um de nós escolher quais serão nossos modelos de vida.

Internet: <www.filosofiavirtual.pro.br> (com adaptações).

Conto de fadas para as mulheres do século XXI

            Era uma vez, numa terra muito distante, uma linda princesa que, independente e cheia de auto-estima, enquanto contemplava a natureza e pensava em como o maravilhoso lago do seu castelo estava em conformidade ecológica, se deparou com uma rã.
            Então, a rã pulou para o seu colo e disse:
            — Linda princesa, eu já fui um príncipe muito bonito. Uma bruxa má lançou-me um encanto e eu transformei-me nesta rã asquerosa. Um beijo teu, no entanto, há de me transformar de novo em um belo príncipe e poderemos casar e constituir lar feliz no teu lindo castelo. A minha mãe poderia vir morar conosco e tu poderias preparar o nosso jantar, lavarias as roupas, criarias os nossos filhos e viveríamos felizes para sempre...
            Naquela noite, enquanto saboreava pernas de rã à milanesa, acompanhadas de um cremoso molho acebolado e de um finíssimo vinho branco, a princesa sorria e pensava... Nem morta!

Luís Fernando Veríssimo (com adaptações).

Exemplificando com, pelo menos, um dos mitos apresentados nesta prova, discorra a respeito do seguinte tema: OS MITOS E SUA INFLUÊNCIA NO MUNDO MODERNO.



PREPARE-SE PARA OS PRINCIPAIS VESTIBULARES DO PAÍS. ADQUIRA AGORA MESMO O PROGRAMA 500 TEMAS DE REDAÇÃO!




Leia também:

Tema de redação — UNB — 2016

Texto: "Remar" — Caio Fernando Abreu

Remar
           
            Olha, eu sei que o barco tá furado e sei que você também sabe, mas queria te dizer pra não  
"The Kiss". Andre Kohn.
parar de remar, porque te ver remando me dá vontade de não querer parar também.Tá me entendendo? Eu sei que sim. Eu entro nesse barco, é só me pedir. Nem precisa de jeito certo, só dizer e eu vou. Faz tempo que quero ingressar nessa viagem, mas pra isso preciso saber se você vai também. Porque sozinha, não vou. Não tem como remar sozinha, eu ficaria girando em torno de mim mesma. Mas olha, eu só entro nesse barco se você prometer remar também! Eu abandono tudo, história, passado, cicatrizes. Mudo o visual, deixo o cabelo crescer, começo a comer direito, vou todo dia pra academia. Mas você tem que prometer que vai remar também, com vontade! Eu começo a ler sobre política, futebol, ficção científica. Aprendo a pescar, se precisar. Mas você tem que remar também. Eu desisto fácil, você sabe. E talvez essa viagem não dure mais do que alguns minutos, mas eu entro nesse barco, é só me pedir. Perco o medo de dirigir só pra atravessar o mundo pra te ver todo dia. Mas você tem que me prometer que vai remar junto comigo. Mesmo se esse barco estiver furado eu vou, basta me pedir. Mas a gente tem que afundar junto e descobrir que é possível nadar junto. Eu te ensino a nadar, juro! Mas você tem que me prometer que vai tentar, que vai se esforçar, que vai remar enquanto for preciso, enquanto tiver forças! Você tem que me prometer que essa viagem não vai ser à toa, que vale a pena. Que por você vale a pena. Que por nós vale a pena. Remar. Re-amar. Amar.

(Caio Fernando Abreu, in "Pequenas epifanias")

www.veredasdalingua.blogspot.com.br

Leia também:

"A carta" — Luís Fernando Verissimo
"Eu, etiqueta" — Carlos Drummond de Andrade

Tema de redação — UERN 2014

Tema de redação — UERN 2014

PROVA DE REDAÇÃO

ORIENTAÇÕES GERAIS

A Prova de Redação constará de uma produção textual de caráter predominantemente dissertativo-argumentativo baseada no tema proposto.
— Será atribuída nota ZERO à redação que se enquadre em qualquer um dos seguintes itens:
a) Não desenvolvimento pelo candidato do tema proposto;
b) Não identificação (assinatura) do candidato no local especificado;
c) Identificação do candidato, sob qualquer forma, fora do local especificado;
d) Escrita ilegível ou em letra de forma;
e) Escrita a lápis ou caneta esferográfica com tinta de cor que não seja azul ou preta;
f) Escrita em outra língua que não seja a portuguesa.
— A correção da Prova de Redação considerará apenas a folha específica, não tendo nenhum valor qualquer texto escrito em outro local da Prova de Redação ou em espaços para rascunhos.
— O candidato deverá verificar se os dados constantes na Folha de Redação (nome do candidato, número de inscrição) estão corretos e, em caso de divergência, comunicar o fato, imediatamente, ao fiscal.
— O candidato poderá usar o rascunho da Prova de Redação.

TEMA PROPOSTO

Texto I

            Trocar, emprestar, alugar e compartilhar serão verbos cada vez mais presentes no vocabulário das novas gerações. A aposta é da revista americana Time, que elegeu em 2011 o consumo colaborativo como uma das dez ideias que deverão mudar o mundo. Um dos livros mais emblemáticos sobre o assunto é o “O que é meu é seu – Como o consumo colaborativo vai mudar o nosso mundo” (Ed. Bookman, 2010), de Rachel Botsman e Roo Rogers. Inspirada no compartilhamento de informações promovido por sites como a Wikipédia e por redes sociais, a obra demonstra como a troca pode economizar dinheiro, tempo e espaço, além de aproximar as pessoas.
            Na sociedade do consumo, em que a maioria das coisas é esquecida ou rapidamente descartada para ser substituída por versões mais novas, o consumo colaborativo apresenta-se como uma opção sustentável. No lugar do acúmulo de bens materiais, redes de empréstimos, permuta, compartilhamento e aluguel de produtos e serviços.
            Nesse contexto, a Internet e as novas tecnologias ganham papel essencial: possibilitam a conexão entre os usuários e a formação de redes colaborativas em larga escala.

(Carta Fundamental, edição 54, dezembro de 2013. Disponível em:
http://www.cartafundamental.com.br/single/show/135/era-meu-agora-e-seu.)

Texto II


Texto III

A partir dos textos motivadores, redija um texto dissertativo-argumentativo com o seguinte tema:

“A prática da sustentabilidade em oposição ao consumismo desenfreado, realidade ou utopia?”


PREPARE-SE PARA OS PRINCIPAIS VESTIBULARES DO PAÍS. ADQUIRA AGORA MESMO O PROGRAMA 500 TEMAS DE REDAÇÃO!

https://www.facebook.com/Veredas-da-L%C3%ADngua-229251657086673/

Leia também:

Tema de redação — UERN 2013

Tema de redação — UERN 2013

PROVA DE REDAÇÃO

ORIENTAÇÕES GERAIS

A Prova de Redação constará de uma produção textual de caráter predominantemente dissertativo-argumentativo baseada no tema proposto.
— Será atribuída nota ZERO à redação que se enquadre em qualquer um dos seguintes itens:
a) Não desenvolvimento pelo candidato do tema proposto;
b) Não identificação (assinatura) do candidato no local especificado;
c) Identificação do candidato, sob qualquer forma, fora do local especificado;
d) Escrita ilegível ou em letra de forma;
e) Escrita a lápis ou caneta esferográfica com tinta de cor que não seja azul ou preta;
f) Escrita em outra língua que não seja a portuguesa.
— A correção da Prova de Redação considerará apenas a folha específica, não tendo nenhum valor qualquer texto escrito em outro local da Prova de Redação ou em espaços para rascunhos.
— O candidato deverá verificar se os dados constantes na Folha de Redação (nome do candidato, número de inscrição) estão corretos e, em caso de divergência, comunicar o fato, imediatamente, ao fiscal.
— O candidato poderá usar o rascunho da Prova de Redação.

TEMA PROPOSTO

Texto I

            Estamos em pleno Carnaval, mas a tragédia de Santa Maria ainda ecoa nos corações. Entre um ziriguidum e outro, de repente alguém lança um olhar no salão superlotado e pergunta a si mesmo:
            – E se pegar fogo?
            Esperei para falar do assunto. Queria avaliar a atuação dos órgãos públicos. Aconteceu o previsto: um tsunami de fiscalização inundou o país. No Rio de Janeiro, fecharam até espaços públicos. No centro de São Paulo, em pleno Carnaval, casas noturnas tradicionais não funcionam mais. E daí?
            Falou-se muito sobre um choque de fiscalização. É importante, claro. Mas queria ouvir sobre uma reestruturação mais profunda.

(Walcyr Carrasco. Época. 07/02/2013.)

Texto II

Enquete

            Após a tragédia na boate em Santa Maria, prefeitos de todo o País iniciaram uma varredura pelos estabelecimentos da cidade para solucionar eventuais problemas de segurança. Na sua opinião:
            — A tragédia será um divisor de águas. A partir de agora, empresários, público e autoridades multiplicarão as atenções para evitar novas catástrofes evitáveis.
            — Serão esforços paliativos e momentâneos. Aos poucos, as lições da tragédia serão esquecidas e o tripé lucro-negligência-omissão voltará a produzir novas vítimas.

(Disponível em: http://www.cartacapital.com.br/)

Texto III

            Promotores do Ministério Público do Rio Grande do Sul definiram, em reunião realizada na tarde desta quarta-feira (30), propostas de mudanças nas legislações municipais e estaduais para novas vistorias de planos de combate a incêndios e também para a liberação de alvarás. Os dois documentos serão destinados a todos os municípios do estado e ao governo do Rio Grande do Sul.

(Disponível em: http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/tragedia-incendio-boate-santa-maria/cobertura/)

A partir dos textos motivadores, redija um texto dissertativo-argumentativo com o seguinte tema:

“Segurança e responsabilidade na preservação de vidas”.



PREPARE-SE PARA OS PRINCIPAIS VESTIBULARES DO PAÍS. ADQUIRA AGORA MESMO O PROGRAMA 500 TEMAS DE REDAÇÃO!

https://www.facebook.com/Veredas-da-L%C3%ADngua-229251657086673/

Leia também: