Seguidores

quinta-feira, 31 de março de 2016

Tema de redação — UNIOESTE— 2015

Tema de redação — UNIOESTE— 2015

PROVA DE REDAÇÃO

Prezado(a) Candidato(a),
            A seguir, constam as orientações para realizar a Prova de Redação. Leia-as atentamente, escolha uma proposta e, se achar necessário, faça o rascunho no espaço reservado para isso, o qual consta logo após as propostas disponíveis para a elaboração de sua redação.
            Observe que o rascunho não será considerado, SOB QUALQUER HIPÓTESE, no processo de correção de sua redação, logo, apenas o texto que você escrever no cartão da versão definitiva estará disponível para ser avaliado pelos corretores e respectiva atribuição de nota.
            Portanto, se utilizar o rascunho, NÃO ESQUEÇA de passar a limpo seu texto para o cartão da versão definitiva da redação.
            Além disso, atente para o que segue:
      ✔ Não escreva seu nome, número de inscrição ou faça qualquer tipo de identificação no cartão da versão definitiva da redação. O cartão é personalizado e o rodapé é removido antes de ser encaminhado para correção de forma que os candidatos não sejam identificados pelos corretores. O contrário implicará em sua desclassificação.
      ✔ Não esqueça de assinar o cartão da versão definitiva da redação.
      ✔ Redija sua redação com a caneta fornecida pela Unioeste.

Sobre as propostas e temas

            Há duas propostas sugeridas para redação. Você deve escolher uma delas e desenvolvê-la conforme as determinações solicitadas: tipo de texto, destinatário, linguagem mais apropriada, objetivo que deve ser alcançado.
            Atenção! Obedeça rigorosamente o que está determinado em cada proposta. Por exemplo: a redação elaborada com o gênero discursivo de uma proposta sobre o tema da outra proposta implica em nota zero na redação.
            Os textos apresentados nas propostas são como aqueles disponíveis na vida diária de um leitor de jornais, revistas ou livros. Foram extraídos de fontes diversas e apresentam fatos, dados, opiniões e argumentos relacionados com o tema de cada proposta. Eles não apresentam, necessariamente, a opinião da Unioeste ou da Banca de Redação.

            Ao elaborar sua redação, consulte o texto disponibilizado e utilize-o segundo as instruções específicas de cada proposta. Atente, entretanto, para o fato de que não basta simplesmente copiar passagens ou partes de maneira aleatória. Elas só devem ser utilizadas de forma articulada à posição que você pretende defender. Fique a vontade para utilizar outras informações e argumentos que julgar relevantes para o desenvolvimento
de seu texto.

PROPOSTA 1

            Redija um ARTIGO DE OPINIÃO, para ser publicado na Revista Superinteressante, abordando a temática social contemporânea:

Espionagem: entre o público e o privado

            Depois de montar um esquema de monitoramento da internet, os EUA se preparam para revolucionar sua outra grande arma de espionagem: os satélites. O Pentágono está  desenvolvendo um satélite gigante – com lente oito vezes maior que a do Hubble, maior telescópio espacial da atualidade. Só que, em vez de ser apontado para o espaço, o novo satélite (batizado de Moire, abreviação em inglês para “membrana ótica de imagem para exploração
em tempo real”) ficará voltado para a Terra, vigiando tudo. Graças a sua enorme lente, terá um olho capaz de cobrir 200 milhões de km2, 40% de toda a superfície terrestre – e enxergar qualquer coisa que meça pelo menos 1 metro. Quando ele estiver no espaço, a espionagem nunca mais será a mesma.

(Adaptado de SANTOS, M. R. Telescópio espião vai enxergar 40% da Terra. Revista Superinteressante, maio/2014)

PROPOSTA 2

            Redija um COMENTÁRIO INTERPRETATIVO CRÍTICO, para ser publicado no blog de Alexandre Beck, sobre a tirinha a seguir. Lembre-se de que você deverá apresentá-la e interpretá-la criticamente.

  

PREPARE-SE PARA OS PRINCIPAIS VESTIBULARES DO PAÍS. ADQUIRA AGORA MESMO O PROGRAMA 500 TEMAS DE REDAÇÃO!



Leia também:

Tema de redação — UNIOESTE— 2014

Tema de redação — UNIOESTE — 2014

PROVA DE REDAÇÃO

Vestibulando:

            A seguir, constam as orientações para realizar a Prova de Redação. Leia-as atentamente, escolha um tema e faça o rascunho (se achar necessário) no espaço reservado para isso. O seu rascunho de redação não é considerado para efeitos de aferição de nota no vestibular, valendo apenas o texto que você escrever na folha da versão definitiva.
            Além deste caderno, você receberá, portanto, a folha de versão definitiva. Nela, você deve passar a limpo o texto definitivo da sua redação, a qual a Banca de Redação irá avaliar.
            Quanto à folha de versão definitiva:
      ✔ Não preencha o canto superior direito, pois esse espaço está reservado para o lançamento da nota pela Banca de Redação!
      ✔ Não escreva seu nome, nem seu número de inscrição em nenhuma parte desta folha, pois a folha já está personalizada no rodapé!
      ✔ Assine no rodapé da folha.
      ✔ Redija com a caneta fornecida pelos fiscais.

Orientação Geral

            Há duas propostas sugeridas para redação. Você deve escolher uma delas e desenvolvê-la conforme as determinações solicitadas: tipo de texto, destinatário, linguagem mais apropriada, objetivo que deve ser alcançado.
            Os textos apresentados nas propostas foram extraídos de fontes diversas e apresentam fatos, dados, opiniões e argumentos relacionados com o tema de cada proposta. Eles não apresentam necessariamente a opinião da Banca de Redação: são textos como aqueles que estão disponíveis na sua vida diária de leitor de jornais, revistas ou livros.
            Ao elaborar sua redação, consulte a coletânea e a utilize segundo as instruções específicas de cada proposta. Atente, entretanto, para o fato de que não basta simplesmente copiar passagens ou partes de maneira aleatória. Elas só devem ser utilizadas de forma articulada à posição que você pretende defender. Você poderá utilizar outras informações e argumentos que julgar relevantes para o desenvolvimento de seu texto.

PROPOSTA 1

            Escreva uma carta do leitor para ser publicada na seção Painel do Leitor do Jornal Folha de São Paulo, manifestando sua opinião sobre

Protestos urbanos ocorridos no Brasil em 2013: que interesses revelam?

Dois estudiosos estrangeiros de posições contrapostas chegam a conclusões igualmente contrapostas – mas verossímeis – a propósito dos protestos no Brasil.

            O filósofo esloveno Slavoj Zizek afirma que os protestos são anticapitalistas: "a tendência geral do capitalismo global de hoje é no sentido de uma expansão ainda maior do império do mercado, combinada com o progressivo fechamento do espaço público, a redução dos serviços (saúde, educação, cultura) e uma gestão sempre mais autoritária do poder político". Não é difícil interpretar os protestos no Brasil com essa lente. Pediram melhores serviços públicos, entre eles os de saúde e educação, e uma reforma política. Para Zizek, as manifestações são uma "tomada de consciência de que a forma atual da democracia representativa não é suficiente para combater os excessos do capitalismo e, portanto, a democracia deve ser reinventada".

            O cientista político Francis Fukuyama, famoso por ter decretado "o fim da história" com o triunfo definitivo do capitalismo e da democracia liberal, não vê revolução nos protestos, mas os vê como resultantes da ascensão de uma nova classe média, que tem provocado "fermentos políticos”. Para Fukuyama, não se trata de anticapitalismo, pois "estudos demonstram que pessoas com nível de instrução mais alto atribuem maior valor à democracia, à liberdade individual e à tolerância com estilos de vida diferentes". Ou, posto de outra forma, os manifestantes seriam "burgueses que reclamam não só segurança para a própria família, mas também liberdade de escolha e mais oportunidades".

(Artigo de Clóvis Rossi, disponível em http://www.observatoriodaimprensa.com.br/news /view/_ed755_revolucionarios_ou_burgueses. Acesso em 13/10/2013 - Adaptação).

Lembre-se:
Sua carta deve ter, no mínimo, 20 linhas escritas.
Assine como João ou Maria.

PROPOSTA 2

Escreva um artigo de opinião para ser publicado na seção Painel do Leitor de um jornal de circulação nacional, manifestando seu ponto de vista sobre

Vida mínima na era do consumismo

            “Faz parte da nossa natureza: queremos ter mais coisas o tempo todo. Essa lógica funcionava bem há 200 anos, quando tínhamos acesso a bem poucos produtos. Quando surgia a oportunidade de conseguir algo que tornasse nossa vida mais fácil, era bom mesmo aproveitar. Hoje, porém, podemos ter muito mais do que precisamos. Mas cada coisa nova que agregamos às nossas vidas possui custos escondidos. Casas maiores consomem mais energia, mais impostos, mais manutenção, por exemplo. Eu levei tempo para perceber isso. Tudo começou em 1998 quando, com vinte e poucos anos, vendi uma empresa de consultoria de internet e comprei uma casa de 440m2, no bairro mais caro de Seattle, apinhada de eletrônicos, roupas, móveis e carros na garagem. Hoje moro em um apartamento de 40m2 em Manhattan, com todo o conforto de que preciso. Com menos coisas para guardar e manter, você ganha mais liberdade e um pouco mais de tempo."

(Depoimento de Graham Hill, fundador da Life Edited [Vida Editada], Revista Super Interessante, Ed. 320-julho/2013 - Adaptação).


PREPARE-SE PARA OS PRINCIPAIS VESTIBULARES DO PAÍS. ADQUIRA AGORA MESMO O PROGRAMA 500 TEMAS DE REDAÇÃO!



Leia também:

Fatec 2008 – 2º Semestre – Prova de Língua Portuguesa

Fatec 2008 – 2º Semestre – Prova de Língua Portuguesa


LEIA O TEXTO, PARA RESPONDER ÀS QUESTÕES DE NÚMEROS 43 A 48.

            José da Silva havia enriquecido no contrabando dos negros da África e fora sempre mais ou menos perseguido e malquisto pelo povo do Pará; até que, um belo dia, se levantou contra ele a própria escravatura, que o teria exterminado, se uma das suas escravas mais moças, por nome Domingas, não o prevenisse a tempo. Logrou passar incólume ao Maranhão, não sem pena de abandonar seus haveres e risco de cair em novos ódios, que esta província, como vizinha e tributária do comércio da outra, sustentava instigada pelo Farol contra os brasileiros adotivos e contra os portugueses. Todavia, conseguiu sempre salvar algum ouro; metal que naquele bom tempo corria abundante por todo o Brasil e que mais tarde a Guerra do Paraguai tinha de transformar em condecorações e fumaça.
            A fuga fizeram eles, senhor e escrava, a pé, por maus caminhos, atravessando os sertões. [...] Foram dar com os ossos no Rosário. O contrabandista arranjou-se o melhor que pôde com a escrava que lhe restava, e, mais tarde, no lugar denominado São Brás, veio a comprar uma fazendola, onde cultivou café, algodão, tabaco e arroz.
            Depois de vários abortos, Domingas deu à luz um filho de José da Silva. Chamou-se o vigário da freguesia e, no ato do batismo da criança, esta, como a mãe, receberam solenemente a carta de alforria.
            Essa criança era Raimundo.
            Na capital, entretanto, acalmavam-se os ânimos. José prosperou rapidamente no Rosário; cercou a amante e o filho de cuidados; relacionou-se com a vizinhança, criou amizades, e, no fim de pouco tempo, recebia em casamento a Sra. D. Quitéria Inocência de Freitas Santiago, viúva, brasileira rica, de muita religião e escrúpulos de sangue, e para quem um escravo não era um homem, e o fato de não ser branco constituía só por si um crime.
            Foi uma fera! A suas mãos, ou por ordem dela, vários escravos sucumbiram ao relho, ao tronco, à fome, à sede, e ao ferro em brasa. Mas nunca deixou de ser devota, cheia de superstições; tinha uma capela na fazenda, onde a escravatura, todas as noites, com as mãos inchadas pelos bolos, ou as costas lanhadas pelo chicote, entoava súplicas à Virgem Santíssima, mãe dos infelizes.
            Ao lado da capela, o cemitério das suas vítimas.

(Aluísio Azevedo, O Mulato.)

Questão 43 - Os retratos de José da Silva e de D. Quitéria traçados pelo narrador

A) revelam, de um ponto de vista subjetivo, pessoas de índoles muito parecidas no tratamento aos escravos
e no gosto de acumular riquezas.
B) destacam as diferenças entre os dois pelo ponto de vista adotado na descrição, o qual é irônico para destacar
o preconceito racial e a crueldade da mulher.
C) pouco se distinguem, graças à objetividade do narrador, que os traça sem expressar juízos de valor acerca
do caráter das personagens.
D) expõem a dificuldade de o narrador caracterizar um e outra, porque as atitudes dessas personagens diante
da vida são bastante parecidas.
E) compõem-se pela adjetivação abundante, que desenha o perfil moral das personagens, pouco importando suas ações na trama que se desenrola.

Questão 44 - Segundo o texto,

A) José da Silva só recuperou a prosperidade graças ao casamento com a viúva Dona Quitéria, razão pela qual cedia aos caprichos da esposa.
B) Raimundo e a mãe eram tratados com cuidado pela nova família de José da Silva, que era zelosa de preceitos religiosos.
C) com o nascimento de Raimundo, sua mãe perdeu a condição de escrava, graças à intercessão do vigário local.
D) o retrato da esposa de José Dias mostra atitudes que revelam serem suas convicções e práticas religiosas mera aparência.
E) em sua fuga, José da Silva e a escrava encontraram restos humanos abandonados no lugar denominado Rosário.

Questão 45 - É correto apontar como característico do Realismo- Naturalismo, no trecho dado, o enfoque dos seguintes temas:

A) pobreza; taras e conflitos sexuais dos diferentes grupos sociais.
B) crueldade; abusos dos religiosos e da nobreza.
C) escravidão; luta por justiça social e preservação das liberdades individuais.
D) deformação do caráter; desajustes sociais injustiças humanas.
E) racismo; retrato de fatos históricos e de tipos sociais brasileiros.

Questão 46 - Observe as palavras destacadas na seguinte passagem do texto:

Logrou passar incólume ao Maranhão, não sem pena de abandonar seus haveres e risco de cair em novos ódios, que esta província, como vizinha e tributária do comércio da outra, sustentava instigada pelo Farol contra os brasileiros adotivos e contra os portugueses.
A alternativa que expressa adequadamente a significação, no contexto, das palavras destacadas é:

A) Conseguiu; ileso; seus bens; incentivada.
B) Enganou; inalterado; suas posses; acolhida.
C) Desenganou; bem conservado; sua mobília; incitada.
D) Surtiu efeito; sem ser notado; seus inimigos; financiada.
E) Aproveitou; no anonimato; seu passado; iluminada.

Questão 47 - Para responder a esta questão, atenha-se ao 1º parágrafo e considere as afirmações que seguem.

I. A escolha do tempo verbal em - havia enriquecido - e – fora – indica que essas ações precederam a indicada em – levantou.
II. O tempo verbal em – teria exterminado – indica que a ação não ocorreu, apesar de ter sido possível.
III. A oração – se uma das suas escravas mais moças por nome Domingas não o prevenisse a tempo – informa, no contexto, circunstância de modo em relação à passagem que a antecede.
IV. O sentido da passagem – Todavia, conseguiu sempre salvar algum ouro – não se altera com o emprego de contudo em lugar de todavia.
Está correto apenas o que se afirma em

A) I e II.   B) II e III.   C) I, III e IV.   D) I, II e IV.   E) II, III e IV.

Questão 48 - Para responder a esta questão, considere a seguinte passagem do texto e as afirmações nela fundamentadas.

            Foi uma fera! a suas mãos, ou por ordem dela, vários escravos sucumbiram ao relho, ao tronco, à fome, à sede, e ao ferro em brasa. Mas nunca deixou de ser devota, cheia de superstições; tinha uma capela na fazenda, onde a escravatura, todas as noites, com as mãos inchadas pelos bolos, ou as costas lanhadas pelo chicote, entoava súplicas à Virgem Santíssima, mãe dos infelizes. Ao lado da capela, o cemitério das suas vítimas.

I. As expressões destacadas expressam circunstâncias, respectivamente, de meio e de lugar.
II. A exemplo do que ocorre nessa passagem, a palavra onde também está empregada em consonância com a norma culta em – Fizeram uma proposta, onde todos nós concordamos com ela.
III. Na frase – costas lanhadas pelo chicote – a expressão destacada indica o instrumento da ação.
IV. Na última frase dessa passagem, a vírgula sinaliza a omissão de uma palavra, no caso, o verbo.

Está correto o que se afirma em

A) I e III, apenas.       B) I, II e III, apenas. 
C) I, III e IV, apenas. D) II, III e IV, apenas.   E) I, II, III e IV.

GABARITO:
43 - B   44 - ANULADA   45 - E   46 - A   47 - D   48 - C

EXERCÍCIOS DE VOCABULÁRIO – 8

EXERCÍCIOS DE VOCABULÁRIO - 8

Condizente - Crônico - Depreciativo - Dialético - Dialógico - Difuso - Estigmatizado - Eurocêntrico - Exaustivo - Excludente - Imaginário - Imutável - Institucional - Melancólico - Precoce - Receptivo - Relevante - Remanescente - Servil - Sistemático

Condizente
Que possui ou se encontra em harmonia; que está em concordância com; em que há acordo; que condiz.
Crônico
De desenvolvimento lento, de longa duração.
Depreciativo
Ofensivo; de teor insultuoso; que desvaloriza a importância de alguma coisa; em que há desprezo ou desqualificação; que contém ou foi alvo de depreciação; cujo valor ou preço foi reduzido.
Dialética
Processo ou arte em que se busca a verdade por meio da argumentação feita através do raciocínio. Espécie de lógica que tenta interpretar os processos (históricos, sociais, etc.) a partir da oposição de suas forças (antítese), buscando encontrar uma resolução (síntese).
Dialógico
Que tem forma de diálogo; dialogado, dialogal.
Difuso
Que se utiliza excessivamente das palavras; prolixo; de contornos confusos e pouco claros; que acabou por se difundir; que se consegue espalhar por várias ou todas as direções; disseminado ou divulgado. 
Estigmatizado
Aquele que traz no corpo algum estigma; criticado, censurado, acusado publicamente.
Eurocêntrico
Quem ou o que emite opiniões e julgamentos tendo a Europa como centro de referência e "modelo" de sociedade.
Exaustivo
Que extenua ou fatiga; que esgota.
Excludente
Desenvolvido para excluir ou que possui essa capacidade; que exclui; que separa alguém do convívio com outras pessoas.
Imaginário
Que só existe na imaginação; quimérico; domínio da imaginação; Conjunto de valores que são cultivados por determinados grupos através de imagens.
Imutável
Que não pode ser mudado; que é permanente, constante.
Institucional
Relativo às instituições; próprio de uma instituição; norma usada por instituições.
Melancólico
Triste ou sombrio; que expressa melancolia, estado de tristeza imensa.
Precoce
Que ficou maduro antes do tempo ideal; prematuro; que se produz antes do tempo normal; formado antes da idade.
Receptivo
Suscetível a receber impressões; aquele ou aquilo que é passível de recebimento; aquele que recebe de forma agradável a alguém ou a alguma coisa. 
Relevante
Importante; que tem valor, relevância ou pertinência;  que se distingue ou se destaca em relação aos demais.
Remanescente
Que remanesce, sobra, fica, resta; restante.
Servil
Relativo à condição ou estado de servo; baixo, vil, ignóbil; adulador, bajulador; que aceita servir os outros.
Sistemático
Que se refere a um sistema ou é característico deste; sistêmico; que se comporta ou se desenvolve de acordo com um método ou uma ordenação.
www.veredasdalingua.blogspot.com.br

Complete com uma das palavras do quadro acima (eventuais flexões podem ser necessárias).

1. Pelas regras da Academia, é proibido "falar de modo negativo ou ____________________ de um filme concorrente".
2. O nosso eu é edificado pela superposição de estados sucessivos. Mas essa superposição não é  ____________________, como a estratificação de uma montanha. Levantamentos contínuos fazem aflorar à superfície camadas antigas. (Marcel Proust)
3. Kaká, um dos líderes da seleção de Dunga e  ____________________  da Copa anterior, fez questão de dividir a glória com os colegas e tentou mostrar que o tempo das vaidades e das estrelas intocáveis, um dos males do elenco de Parreira, ficou definitivamente para trás.
4. Famoso por suas ilhas repletas de praias paradisíacas, o Pacífico Sul reserva ao turista um arquipélago bem estruturado e com um povo  ____________________ : Fiji.
5. É provável que o Senado esteja passando pela mais grave crise de seus quase 200 anos de história. Muita gente fala em crise  ____________________ , como se houvesse a chance iminente de fechamento do Senado ou de desaparecimento num buraco negro de ilegalidades, irregularidades e imoralidades.
6. Uma das tarefas que o telescópio tem superado é remover uma "névoa" de emissões de micro-ondas - um brilho  ____________________  que durante décadas tem distorcido a visão de regiões empoeiradas do espaço profundo.
7. O primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, elogiou que Obama dê preferência ao diálogo como 'instrumento político" fundamental e seu 'empenho" em abordar os problemas sem ser __________________.
8. Não é possível prevenir o glaucoma primário de ângulo aberto, mas o diagnóstico  ____________________  consegue evitar suas consequências. Por isso, recomenda-se um exame para medir a pressão intra-ocular depois dos 40 anos.
9. O grupo promete lutar pela "sustentabilidade ambiental, social, econômica, ética, política, cultural e estética" e diz inaugurar "um novo modo de fazer política: horizontal, participativo,  ____________________ , democrático, em rede".
10. Sobre Os Simpsons, Matt Groening e Al Jean afirmaram que fazer a série e produzir o primeiro filme foi tão  ____________________  que fazer uma sequência permanece um projeto distante.
11. Apesar de adorar a equipe, Vanderley Luxemburgo preferiu sair do Fluminense, alegando que a sua remuneração atual  não estava  ____________________  com o seu padrão de vida.
12. O Inca (Instituto Nacional de Câncer) afirma que pretende implementar até 2011 o rastreamento  ____________________  (com convocação de pacientes) para câncer de mama, recrutando para exames bienais as mulheres de 50 a 69 anos.
13. Na visão  ____________________  da história na obra de Sartre, Lévi-Strauss vê uma outra forma de projeção eurocêntrica e um valioso documento etnográfico acerca da "mitologia de nosso tempo".
14. Marina Person não acredita que ter passado tanto tempo em uma emissora jovem tenha  ____________________  sua imagem. "Este nunca foi meu filão", diz.
15. Em referência à obediência, Bento 16 assinalou que é uma palavra "da qual não gosta neste tempo". "A obediência se apresenta como uma alienação, como um ato  ____________________ . Não é assim, a palavra liberdade e obediência vão juntas com a vontade de Deus", assegurou o papa.
16. A ONU se comprometeu hoje a impulsionar uma polêmica reforma da arquitetura financeira internacional para dar um papel mais  ____________________  aos países em desenvolvimento, em proposta que recebeu ressalvas por parte dos Estados Unidos.
17. William está novamente vetado. O capitão corintiano ainda sente dores no pé direito - problema ____________________  com o qual convive desde as semifinais do Paulista.
18. Existe uma crítica recorrente, vinda principalmente dos EUA, de que o Prêmio Nobel  é   ____________________  e despreza a literatura de outros continentes.
19. Longe do tom  ____________________  que marcou a divulgação dos resultados de seus grandes concorrentes privados, o BB reportou que seu lucro líquido deu um salto de 42,8% em relação ao mesmo período de 2008, para R$ 2,348 bilhões.
20. Com uma vasta gama de outros personagens que exploram a riqueza cultural e folclórica do Brasil, as histórias da turma do Sítio do Picapau Amarelo ganharam lugar de destaque  no _________________  popular
brasileiro, tornando-se objeto de incontáveis releituras, montagens teatrais e adaptações televisivas.



Prof. Maurício Fernandes da Cunha
Palestra, dezembro de 2015.
Leia também:


www.veredasdalingua.blogspot.com.br
PREPARE-SE PARA OS PRINCIPAIS VESTIBULARES DO PAÍS. ADQUIRA AGORA MESMO O PROGRAMA 500 TEMAS DE REDAÇÃO!