Seguidores

quarta-feira, 4 de julho de 2012

REGÊNCIA VERBAL – II

REGÊNCIA VERBAL – II

Seguem mais alguns verbos com regências complicadas.

Para relembrar os verbos anteriores, veja o seguinte post:
Lembre-se da nomenclatura utilizada quanto à transitividade verbal:

V.T.D. – Verbo Transitivo Direto
V.T.I. – Verbo Transitivo Indireto
V.T.D.I. – Verbo Transitivo Direto e Indireto
V.L. – Verbo de Ligação
V.I.– Verbo Intransitivo

13 – Ansiar

Transitividade
Sentido
Exemplo
VTD
Angustiar, transtornar, afligir
A espera ansiava o réu.
VTI
Desejar ardentemente, almejar – usa-se com a preposição “por”
O povo ansiava por reformas.

14 – Custar

Transitividade
Sentido
Exemplo
VTI
Difícil, ser custoso. Tem como sujeito uma oração reduzida de infinitivo. Pode vir acompanhado da preposição “a” ou não.
Custava-lhe acreditar em tudo aquilo.

VTD
Ter preço.
Os óculos custaram R$ 500,00.
VTDI
Causar, acarretar
O trabalho custou-lhe lágrimas.

Na linguagem coloquial, embora esteja em desacordo com a norma culta, é muito comum o uso da preposição “para”:

Ele custava para entender português.

15 – Esquecer

Na propaganda abaixo, o uso do verbo “esquecer” está corretamente utilizado como VTD.


Transitividade
Sentido
Exemplo
VTD
Sair da lembrança, olvidar
Esqueci o guarda-chuva.
VTI
Quando usado pronominalmente, torna-se “esquecer-se” com a preposição “de”;
Esqueci-me do guarda-chuva.

Uma terceira construção, muito comum no meio literário, admite o objeto, seja direto ou indireto, como sujeito da oração:

Esqueceu-me tudo.
Esqueceram-me os documentos.

Na linguagem coloquial, é muito comum a mistura de algumas dessas formas:

Esqueci do guarda-chuva.

16 – Informar

Transitividade
Sentido
Exemplo
VTDI
Informar algo a alguém ou alguém de algo.
Informou-os da decisão do juiz.
Informei-lhes a decisão do juiz.

Seguem a mesma regência os verbos avisar, comunicar, noticiar, cientificar e notificar.

17 – Lembrar

Possui regência muito parecida à do verbo esquecer. Na tirinha abaixo, há um exemplo do uso adequado do verbo lembrar como pronominal, utilizando a preposição “de”.



Transitividade
Sentido
Exemplo
VTD
Trazer à lembrança; recordar-se.
Lembro a festa de formatura com carinho.
VTI
Quando usado pronominalmente, torna-se “lembrar-se” com a preposição “de”;
Lembro-me da festa de formatura com carinho.
VTDI
Fazer recordar; lembrar algo a alguém ou alguém de algo.
Lembro-lhe o dia da prova.

Atualmente, segundo a maioria das gramáticas, quando o objeto indireto estiver representado por uma oração desenvolvida, a preposição “de” pode ser omitida:

Lembro-me que coloquei os documentos na gaveta.

Uma terceira construção, muito comum no meio literário, admite o objeto, seja direto ou indireto, como sujeito da oração:

Lembrou-me os bons tempos da formatura.

Na linguagem coloquial, é muito comum a mistura de algumas dessas formas:

Lembro de toda a formatura.

18 - Namorar

Transitividade
Sentido
Exemplo
VTD
Sem a preposição “com”.
Carlos namora a Ana Paula.

19 – Presidir

Transitividade
Sentido
Exemplo
VTD ou VTI
Dirigir como presidente
O juiz presidiu o tribunal.
O juiz presidiu ao tribunal.

20 – Proceder

Transitividade
Sentido
Exemplo
VI
Ter fundamento, comportar-se.
Seus argumentos não procedem.
Proceda com cautela.
VTI
Dar início a, realizar, efetuar.
O juiz procedeu às declarações iniciais.
VTI
Derivar-se, originar-se – com a preposição “de”
Este piso procede de Alagoas.

21 – Querer

Transitividade
Sentido
Exemplo
VTD
Desejar, pretender.
Eu quero a sorte de um amor tranquilo.
VTI
Estimar, ter apreço.
O pai queria muito a seus filhos.

22 – Renunciar

Transitividade
Sentido
Exemplo
VTD ou VTI
Abrir mão de.
O rei renunciou o trono.
O rei renunciou ao trono.

23 – Responder

Transitividade
Sentido
Exemplo
VTI
Dar resposta, escrever em resposta.
Leia a questão e responda às perguntas seguintes.
VTI
Ser ou ficar responsável – usa-se com a preposição “por”
Alguém terá que responder por essa bagunça.
VTD
Para exprimir a resposta
Nenhum escritor consegue responder isso.
VTDI
Responder algo a alguém.
Respondi-lhe que tudo ia bem.
VI
Ouvir em resposta, repetir a voz.
Todos chamaram, mas ninguém respondeu.

24 – Suceder

Transitividade
Sentido
Exemplo
VI
Acontecer, ocorrer.
Sucedeu que o jogo foi monótono.
VTI
Ser sucessor, substituir.
A Espanha sucedeu à Itália como campeã mundial de futebol.

por Prof. Maurício Fernandes da Cunha - www.veredasdalingua.blogspot.com.br

PREPARE-SE PARA OS PRINCIPAIS VESTIBULARES DO PAÍS. ADQUIRA AGORA MESMO O PROGRAMA 500 TEMAS DE REDAÇÃO!

https://www.facebook.com/Veredas-da-L%C3%ADngua-229251657086673/

Questões de vestibulares e concursos

1. (Mack-SP) Assinale a alternativa incorreta quanto à regência verbal:

a) Ele custará muito para me entender.
b) Hei de querer-lhe como se fosse minha filha.
c) Em todos os recantos do sítio, as crianças sentem-se felizes, porque aspiram o ar puro.
d) O presidente assiste em Brasília há quatro anos.
e) Chamei-lhe sábio, pois sempre soube decifrar os enigmas da vida.

2. (Agente Policial – DECAP – 2004) Assinale a opção que contém a construção correta em conformidade com os princípios da regência verbal.

a) Visando apenas os resultados da reforma atual, as empresas tornaram-se mais competitivas.
b) Como bom empresário, o cidadão brasileiro preferiu investir em oportunidades de negócios que sofrer interferências dos agentes econômicos.
c) A reforma discutida pelo governo objetiva, não só alteração das alíquotas, como também aspira a arrecadação de impostos sobre consumo.
d) Os economistas brasileiros se valem dos artifícios que dispõem para incentivarem as empresas quanto à cobrança de menores impostos.
e) Os incentivadores do sistema tributário brasileiro não revelaram com que reforma simpatizaram, nem com que mudanças antipatizaram.

3. (Escrivão – DECAP – 2002) De acordo com a regência, o verbo amar na frase “os criados amavam-na.” é:

a) Intransitivo.
b) Transitivo indireto.
c) Transitivo direto.
d) Transitivo direto e indireto.

4. (Escrivão – DEMACRO – 2005) Assinale a alternativa em que a regência verbal está correta.

a) Simpatizei com ela.
b) Assisti o jogo.
c) Fazem três anos que trabalho aqui
d) Haviam muitas pessoas na sala.
e) Prefiro sorvete do que limonada.

5. (UFG) Indique a alternativa correta.

a) Sempre pago pontualmente minha secretária.
b) Você não lhe viu ontem.
e) A sessão fora assistida por todos os críticos.
d) Custei dois anos para chegar a doutor.
e) O ideal a que visavam os parnasianos era a perfeição estética.

6. (UFSCar-SP) Assinale a alternativa correta quanto à regência:

a) A peça que assistimos foi muito boa.
b) Estes são os livros que precisamos.
c) Esse foi um ponto que todos se esqueceram.
d) Guimarães Rosa é o escritor que mais aprecio.
e) O ideal que aspiramos é conhecido por todos.

7. BB) "Ele não ..... viu". não cabe na frase:

a) nos          
b) lhe           
c) me
d) te
e) o

8. (FUVEST) Assinale a alternativa gramaticalmente correta:

a) Não tenham dúvidas que ele vencerá.
b) O escravo ama e obedece o seu senhor.
c) Prefiro estudar do que trabalhar.
d) O livro que te referes é célebre.
e) Se lhe disserem que não o respeito, enganam-no.

9. (CESGRANRIO) Assinale o item em que a regência do verbo proceder contraria a norma culta da língua:

a) O juiz procedeu ao julgamento.
b) Não procede este argumento.
c) Procedo um inquérito.
d) Procedia de uma boa família.
e) Procede-se cautelosamente em tais situações.

10. (UNIMEP-SP) Quando implicar tem sentido de "acarretar", "produzir como consequência", constrói-se a oração com objeto direto, como se vê em:

a) Quando era pequeno, todos sempre implicavam comigo.
b) Muitas patroas costumam implicar com as empregadas domésticas.
c) Pelo que diz o assessor, isso implica em gastar mais dinheiro.
d) O banqueiro implicou-se em negócios escusos.
e) Um novo congelamento de salários implicará uma reação dos trabalhadores.

11. (FMU) Assinale a única alternativa incorreta quanto à regência do verbo:

a) Perdoou nosso atraso no imposto.
b) Lembrou ao amigo que já era tarde.
c) Moraram na rua da Paz.
d) Meu amigo perdoou ao pai.
e) Lembrou de todos os momentos felizes.

12. (SANTA CASA) Assinale a alternativa correta quanto à regência:

a) Fomos ao cinema e assistimos um filme.
b) Prefiro mais trabalhar do que estudar.
c) Iremos para o Rio de Janeiro nas próximas férias.
d) Ele está curioso em saber a resposta.
e) Ele aspira a um cargo de chefia.

GABARITO

1 – A    2 – E    3 – C    4 – A    5 – E    6 – D
7 – B    8 – E    9 – C    10 – E   11 – E  12 – E

ps. Deve-se prestar bastante atenção à questão 12, pois, à primeira vista, as alternativas “d” e “c” parecem estar corretas. Entretanto, na questão “c”, a norma culta indica o verbo “ir” usando a preposição “para” somente em casos de permanência no local de destino, e a questão “d” refere-se a um problema de regência nominal: o adjetivo “curioso” pede regência com as preposições “por” ou “de”. Segundo a gramática normativa, as formas adequadas seriam:

Iremos ao Rio de Janeiro nas próximas férias.
Ele está curioso por saber a resposta.

Prof. Maurício Fernandes da Cunha

Leia também:

REGÊNCIA VERBAL – I
ERROS COMUNS NA LÍNGUA PORTUGUESA – II
PROCESSOS DE FORMAÇÃO DE PALAVRAS II – COMPOSIÇÃO E OUTROS PROCESSOS

DIFERENÇA ENTRE "MAS" E "MAIS"

Um comentário:

  1. A página é ótima, mas gostaria de fazer uma pergunta. De acordo com http://veja.abril.com.br/blog/sobre-palavras/consultorio/responder-a-pergunta-ou-responder-a-pergunta/ e o que li em outros lugares, o correto é "responder a pergunta" e não exatamente "à pergunta". Basta ver os seus próprios exemplos: responder isso (VTD), responder que ia tudo bem (VTD), portanto deve ser responder algo a alguém, funcionando de forma semelhante a perguntar.

    ResponderExcluir