Seguidores

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Tema de Redação – FGV – 2014 – 2º semestre – ADMINISTRAÇÃO

Tema de Redação – FGV – 2014 – 2º semestre – ADMINISTRAÇÃO

REDAÇÃO

Leia os seguintes trechos de uma entrevista sobre a chamada “geração y” ou “geração net”, concedida a Information Week Brasil (IWB) por Don Tapscott, diretor da New Paradigm e autor de Wikinomics e de outros dez livros:

InformationWeek Brasil - Como você define a geração Y (ou net)?
Don Tapscott - Nascidos entre 1977 e 1997, os integrantes da geração net constituem a primeira leva de jovens totalmente imersa na interatividade, hiperestimulação e ambiente digital. Globalmente, eles representam um quarto da população do mundo e daqui a pouco vão dominar a força de trabalho, consumo e política.
IWB - Como os jovens dessa geração vão mudar a maneira como as companhias trabalham?
Tapscott - Eles têm a expectativa de um ambiente de trabalho inovador, com flexibilidade de horário, mobilidade e um processo de tomada de decisão muito ágil. Eles ficarão frustrados se encontrarem um ambiente de controles rígidos e que lhes diga como é que eles devem trabalhar. O velho modelo de "recrutar, gerenciar e manter" os empregados não funciona mais.
IWB - Qual é o impacto da entrada dessa geração para a TI das companhias?
Tapscott - Muito grande. Essa geração nasceu em bits e está completamente confortável com tecnologia. Eles querem o estado da arte da tecnologia e de ferramentas de colaboração, tais como wikis e mensagens instantâneas, que os ajudam a trabalhar. Quando convém, eles anseiam por trabalhar em outras localidades, em casa, por exemplo, e esperam que as tecnologias estejam disponíveis nessas localizações remotas.
IWB - Qual tipo de novos valores a geração Y traz para as companhias?
Tapscott - Os jovens pensam e se relacionam de forma diferente, e estão dispostos a trabalhar em um ambiente de constantes mudanças. Ainda que os integrantes da geração net sejam confiantes, criativos, independentes e tenham mente aberta, eles tendem a ser um grande desafio para gerenciar. Eles demandam novas oportunidades para aprender e responsabilidade, querem feedbacks instantâneos, primam por balancear a vida profissional e pessoal e anseiam por relacionamentos fortes no ambiente de trabalho. Por isto, as companhias precisam alterar sua cultura de gestão desses jovens, sem, no entanto, perder o respeito pelas necessidades dos outros funcionários. Se cultivada adequadamente, essa geração traz vantagens para a organização, no que se refere à inovação e competitividade.
IWB - Na sua opinião, essas mudanças ocorrem da mesma maneira ao redor do mundo? Quais seriam as diferenças entre os países?
Tapscott - Sim, conforme tenho visto. Como parte do meu novo livro, Grown Up Digital, nós pesquisamos milhares de jovens de 12 países ao redor do mundo. Existem diferenças regionais na abordagem do trabalho. Por exemplo, os jovens primam pela liberdade. Na América do Norte, liberdade geralmente significa fazer o próprio horário e trabalhar em casa sempre que puderem. Já em economias emergentes, pelo contrário, significa trocar de empresa rapidamente e facilmente. Isto, claro, é um desafio para os empregadores, especialmente a partir do momento em que a geração net na Índia e China pode praticamente dobrar seu salário simplesmente por retomar a carreira em uma organização multinacional.

Information Week Brasil. Edição 202. 27/01/2010.

Como você avalia as observações de Tapscott? No que se refere ao modo de considerar o mundo do trabalho, a atual geração de jovens difere, de fato, da geração precedente? As expectativas profissionais que o entrevistado identifica na “geração y” correspondem à realidade? Você as reconhece no seu meio social? Atendendo a essas questões e a outras que você julgue relevantes, redija uma dissertação em prosa, na qual você exponha seu ponto de vista sobre A atual geração de jovens e o mundo do trabalho.

Instruções:
– A redação deverá seguir as normas da língua escrita culta*.
– O texto deverá ter, no mínimo, 20 e, no máximo, 30 linhas escritas.
– Redações fora desses limites não serão corrigidas e receberão nota zero.
– A redação também terá nota zero, caso haja fuga total ao tema ou à estrutura definidos
na proposta de redação.
– Dê um título a sua redação.
– A redação deverá ser redigida na folha de respostas, com letra legível e, obrigatoriamente, com caneta de tinta azul ou preta.


Leia também:

Tema de redação — FUVEST - 2014
Temas de redação — FUVEST — 2009 - 2012
Tema de redação — FATEC - 2015 - 1º Semestre
Temas de redação — Mackenzie - 2014
TEMAS DE REDAÇÃO DO ENEM – 2010 A 2011
TEMAS DE REDAÇÃO DO ENEM – 2006 A 2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário